Chefs on Fire: 24 horas de cozinha e música à volta da fogueira

O queimada é uma propensão progressivamente poderoso na gastronomia portuguesa. E evidências disso é o volta, Tempo 14 de setembro, do celebração “Chefs on Fire”, à Feira Internacional de Artesanato do Estoril (Fiartil), posteriormente do maior eficácia obtido no ano Tempos passados, junto com 1500 bilhetes esgotados Contudo no passado da posição das portas.

Na versão deste ano são Contudo muito mais os chefes, as bandas e músicos a atuar. No epicentro do evento está o Fire Pit e muito mais uma coleção de estruturas inéditas. Ao seu próprio volta, a preparação de alimentos em toda muito mais de 24 horas, num ideia de slow cooking que celebra as origens da cozinha, a simplicidade de antecipar e de deixar que o clima e o queimada cuidem dos vitualhas, estão alguns dos melhores chefes nacionais e internacionais.

Dave Pynt é uma das maiores referências mundiais do slow cooking, detentor de uma Estrela Michelin junto com o seu próprio bistro Burnt End, para dentro Singapura. O português João Rodrigues, da mesma forma ele Estrela Michelin no seu próprio bistro Feitoria (Garfo de Platina no Guia Boa Cama Boa Mesa 2019), regressa ao celebração depois um ano extremo recheado de novos projetos. João Oliveira, Alexandre Silva, Carlos Teixeira e Márcio Baltazar (leste segundo detentor de duas Estrelas Michelin), são os outros chefs galadoardos junto com Estrela Michelin presentes no celebração.
Certamente não muito menos conceituados, estarão a preparação de alimentos na direção de os convidados do celebração da mesma forma os chefs Kiko Martins, Nuno Castro, Rodrigo Castelo e Vasco Coelho Santos.

Os bilhetes disponíveis são 1500 junto com na versão anterior e na verdade estão à comprar no ticketline. Existe da mesma forma uma bilheteira à fenda do recinto, cujas portas abrem na direção de o celebração às 12h00 e encerram às 24h00. Os bilhetes (€75/cresceu e €25/crianças dos 6 aos 12 anos) dão recta a testar um Comida de cada empregador, dez, como resultado, e a cinco bebidas. €5 de cada bilhete revertem a beneficiar dos bombeiros portugueses.

No “Chefs on Fire”, a refeições começa a seja realmente preparada 24h00 no passado da posição das portas ao visualizadores. Cada empregador prepara uma possibilidade slow (junto com um procedimento de confeção longo) e outra fast (junto com um procedimento de confeção muito mais rápido). As opções slow certamente não estarão disponíveis ao muito igual clima, ainda haverá consistentemente refeições no celebração. A “reunião” começa no Tempo no passado junto com um comendo único na direção de chefes, bandas e respetivos familiares, que vão testar para dentro 1ª Palma os menus a presente.

Certamente não muito menos necessário que a refeições é o seleção de comida música, que está a incumbência de Adam Naas, The Harpoonist and the Axe Murderer, Dead Combo, Miguel Araújo, Marta Ren & The Groovelvets, Lena D´Chuva e Capitão Fausto. Também a se preocupe ecológico está existente no celebração, que é 100% plastic-free. No decurso do celebração existirão Contudo pequenas conversas que giram para dentro torno do Planeta e da sustentabilidade. A empresa está a incumbência de Gonçalo Castel-Branco, orientador do “Presidential Train”, o renomado e luxuoso comboio que passado da experiência, proporciona uma aventura gourmet.

Acompanhe o Boa Cama Boa Mesa no Facebook e no (*24*)!


Você está assistindo: Chefs on Fire: 24 horas de cozinha e música à volta da fogueira

Leia mais:  Covid-19 encerra restaurante Noélia em Cabanas de Tavira

Fonte: https://portowords.com

Categoria: viajar

Leave a Reply