Cova da Loba: um restaurante que é sinónimo de Linhares da Beira

A arquitetura ditou o nome de “Cova”, devido ao piso mais fundo, onde se situava a frasqueira da habitação. Já o “Loba” tem origem na mito mais famosa de Linhares da Beira e que acaba por ter um final ligado à “boa mesa”. Resumidamente, D. Lopa de Sequeira de Linhares, pessoa de índole cruel, teria em mansão o próprio demónio embuçado de criada, supostamente sem se aperceber. Invocou Santo António que a aconselhou a espalhar farinha no soalho a término de deslindar o mistério. Por onde a criada passara, ficaram pegadas em forma de patas de cabrão. D. Lopa expulsou a “criada”, mas, o “Diabo”, inconformado com a ingratidão, vingou-se transformando D. Lopa em loba, com o legado de esta trazer aos habitantes os melhores frutos do selva para uma “boa mesa”.

Uma lugarejo medieval uma vez que Linhares da Beira, que integra a rede de 12 Aldeias Históricas de Portugal, verdadeiro museu a firmamento destapado é uma visitante obrigatória, mas o Cova da Loba constitui motivo per si para uma movimento para todos os bons garfos. Tornou-se um ex libris de LInhares. Ninguém estaria à espera de encontrar levante género de restaurante nesta lugarejo e foi justamente esta teoria de surpresa que esteve na génese da geração de Paulo Mimoso, quando o idealizou, juntamente com a mulher, Elisabete. É um lugar onde a cozinha e a decoração de estilo contemporâneo se encontram com uma atmosfera familiar que faz os clientes, muitos deles habituais, sentirem-se verdadeiramente em mansão.

Ao entrar no restaurante Cova da Loba encontramos a frasqueira, instalada junto a uma rampa de madeira, ladeada de caixas de vinhos e garrafas expostas que nos acompanham até uma primeira sala do restaurante. Paulo Mimoso diz que “gosta de ter os vinhos desta forma, dentro e fora de caixas, e poder mexer à vontade”. Os clientes conhecem-lhe esta faceta conversadora e o palato pelo tema dos vinhos e recorrem ao proprietário para se aconselharem.

Leia mais:  PortoBay Marquês: Um novo hotel que renasce do mítico Aviz

Costuma trabalhar somente com produtores individuais, mas abriu uma exceção para os vinhos “Óptima Pergunta” (€19,50) e “Boa Pergunta” (€15), vinhos tintos da Beira Interno, comercializados pela Cooperativa Agrícola Beira Serra (Vila Franca das Naves), que sugere para escoltar o menu degustação “Fica nas mãos do Dirigente” (€25, para duas pessoas), formado por cinco momentos.

Para o planeamento da ementa, o restaurante Cova da Loba teve uma vez que consultor o superintendente Valdir Lubave que passou por vários restaurantes premiados pelo guia Michelin. A cozinha obedece às regras da sazonalidade e da sustentabilidade. Quase todos os ingredientes são obtidos localmente e de entendimento com aquilo que a natureza dá. O pão vem da lugarejo, assim com fruta e os legumes, muitas vezes cultivados pelos vizinhos. O Queijo da Serra está à mão de semear ao estar localizado no região da Guarda. Agora é tempo de cogumelos boletus e as castanhas também estão a chegar. As castanhas da região, famosas a nível pátrio pela respetiva qualidade, são motivo de convívio numa mesa (muito cobiçada) junto à lareira, situada na primeira sala do restaurante, com vista para a azáfama da cozinha.

Na troço dedicada às “Entradas” surge logo a primeira surpresa, a saber: boletus acabados de colher, passados por um segundo pela placa e acompanhados de um ovo a baixa temperatura. Segue-se uma Sopa de Perdiz com cogumelos boletus e shitake, coberta por um bisque (volume folhada) com sementes de sésamo (€6,90). Destaque ainda para outras sugestões entre as entradas, também elas sopas, nomedamente a de Tomate com Ovo escalfado e Manjericão (€5,50) e o Gaspacho de Cerejas (€6).

Uma vez que prato principal prova-se o clássico da “mansão”, o Lombinho de Novilho com creme de queijo da Serra da Estrela com legumes da horto (€16,90) e, para finalizar, o Pudim de amêndoas, óleo, mel e creme de limão (€4,90) e o Melhor Pão-de-Ló do Universo escoltado por um Vinho do Porto 10 anos (€9).

Leia mais:  Vila Valverde: O primeiro hotel rural de 5 estrelas do Algarve

O restaurante Cova da Loba (Largo da Igreja, Linhares da Beira. Tel. 271776119) que oferece, a partir da esplanada, vista direta para a Igreja Matriz, encerra à quarta e quinta-feira, ao almoço.

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook e no Instagram!


Você está assistindo: Cova da Loba: um restaurante que é sinónimo de Linhares da Beira

Manancial:https://portowords.com
Categoria: viajar

Leave a Reply