De Sines à Zambujeira do Mar: onde comer na costa alentejana

Da localidade de Sines até à Zambujeira do Mar são pouco mais de 57 quilómetros de intervalo. Por vezes junto ao mar, sempre com a maresia presente, é um caminho simples de percorrer, que convida a paragens frequentes, por praias de areeiro quase infinito. É também um caminho rico em gastronomia com verdadeiros refúgios de bons petiscos, pratos tradicionais e receitas cheias de sabores genuínos. Faça-se à estrada, aproveite o calor e redescubra esta zona do país com as sugestões do Boa Leito Boa Mesa e a razão pela qual a costa alentejana está cada vez mais na tendência.

Arte e Sal
Mesmo em frente à Praia de São Torpes, em Sines, com vista direta para o mar, tem uma esplanada que convida a almoços demorados. Lá dentro, um envolvente requintado, mas com uma decoração ligeira, da qual salta à vista a enorme garrafeira. Com uma aposta poderoso na vertente petisqueira, ideal nos dias quentes, a ementa do restaurante Arte e Sal especializou-se no peixe fresco da costa, que cá é confecionado na grelha. Para além das sugestões diárias, pode racontar com massada de peixe, muito porquê com alguns pratos de músculos, com destaque para a espetada de lombo em pau de loureiro. Termine com os gelados artesanais feitos na mansão. Preço médio: €20.
Praia de Morgavel, São Torpes. Tel. 269 869 125

Frasqueira de Sines
Fica mesmo no meio de Sines, e à mesa chega ainda o cheiro a mar. É uma pequena tasquinha de início do século XX, mesmo em frente ao fortaleza, impossível de passar discreta, devido às inconfundíveis portas de madeira que marcam o casario. Mas há outros cheiros no ar, mal se passa pela porta, porquê o do caril e da muamba, que remetem para outras paragens, e ainda o da músculos alentejana, do peixe fresco grelhado por mão hábeis ou feito no tacho, porquê manda a tradição. Mas não espere uma ementa sempre igual. Todos os dias ela muda, na Frasqueira de Sines, ao sabor dos mercados e das culturas e, supra de tudo, ao que o mar generosamente oferece. Preço médio: €20.
Rua Gago Coutinho, 3A, Sines. Tel. 269 632 595

Leia mais:  Serra da Estrela: 12 refúgios para aproveitar a neve!

Trinca Espinhas
Localiza-se quase na areia da praia de São Torpes, num prédio em madeira pintado de azul. A decoração, não é excesso teimar, é uma espécie de prolongamento do oceano, muito porquê a missiva, onde se podem encontrar os mais frescos peixes que à lota vão chegando. Com tanta frescura é proveniente que as especialidades sejam muitas, a principiar na raia d’alhada com batata-doce, passando pela cataplana à Trinca Espinhas ou pelo arroz de polvo. Convém proferir que a protocolo é pouca e que para a mesa, no restaurante O restaurante Trinca Espinhas, a comida vem nos tachos, porquê numa mansão privado. Nas sobremesas, experimente o irrecusável gulosice de laranja. Preço médio: €20.
Praia de São Torpes. Tel. 269 636 379

Marquês Cervejaria e Marisqueira
Desde 1995 que a aposta é no peixe e nos mariscos da Costa Alentejana. Todas as propostas são inspiradas nas raízes dos temperos tradicionais. Sugere-se a Feijoada de Búzios e o arroz de carabineiro com amêijoas, o que indicia ser o mar o principal fornecedor da mansão. Pondere permanecer pelos petiscos, finalmente, um dos cartões de visitante do Marquês Cervejaria e Marisqueira. Com viveiro próprio, a frescura está garantida. A especialidade da mansão recomenda-se, uma mista de chocos e raia, acompanhada com arroz de berbigão, ou de lingueirão, consoante os mercados. PM: €30.
Largo Marquês de Pombal, 10, Porto Covo. Tel. 269 905 036

Tasca do Xico
A localização não podia ser melhor, quer no que à vista diz reverência, quer à proximidade do mar e do peixe fresco. Explique-se: o restaurante A Tasca do Xico fica mesmo ao lado do porto de pesca de Porto Covo, e do terraço dá para ver os barcos a chegar carregados de frescos produtos que depois são tratados com mão experiente. A grelha é a melhor opção, sendo que a caldeirada ou as várias propostas de arroz são também opção a ter em conta. Não esquece o Alentejo, com a oferta de costeletas de novilho ou de borrego, nem a músculos de porco preto alentejano grelhada na brasa. Preço médio: €20.
Rua Cândido da Silva, 55, Porto Covo. Tel. 962 284 363

Leia mais:  Junto à praia fluvial do Alamal, há um novo eco-glamping de luxo com bungalows revestidos com cortiça

Costa Alentejana
Os peixes e os mariscos são o ponto poderoso. Daniel, fruto da D. Glória, da Herdade do Sardanito da Frente, assegura a qualidade dos produtos e a simpatia em receber. Pode testar o que o mar oferece, porquê o arroz e cataplana de tamboril, açorda de ovas, arroz de lingueirão, ou optar pelo naco de alcatra, costeletão de novilho ou porco preto. A ementa da marisqueira Costa Alentejana oferece outras novidades, porquê a músculos maturada e as vieiras com mel. Não deixe de testar a famosa torta de alfarroba com recheio de laranja ou limão. Preço médio: €30.
Rua João Pedro da Costa, 15, Zambujeira do Mar. Tel. 283 961 508

A Barca Tranquitanas
A experiência perfeita é sentar-se na esplanada, pedir uns percebes, uns búzios ou umas navalheiras e testemunhar ao desabar do sol. O espaço é bastante informal, porquê se de um bar de praia se tratasse. “A curta viagem entre a faina artesanal e o prato repetida desde 1974” é o lema desta mansão, que se justifica pela proximidade do pequeno porto de pesca. A influência do mar está presente em cada pormenor do restaurante A Barca Tranquitanas e mais ainda na oferta de petiscos e pratos principais. Ao sabor de cada um, a missiva sugere feijoada de búzios, choco à alentejana, em que a tradicional músculos é substituída pelo molusco e os filetes de pampo com arroz de tomate. Preço médio: €30.
Estrada da Barca, Zambujeira do Mar. Tel. 283 961 186

Porto das Barcas
O azul do mar da Costa Vicentina inspira em qualquer estação, ainda que nos dias mais frios a lareira do bar seja uma experiência reconfortante. Inspiradora é também a montra de peixes e mariscos, que acaba por comandar a oferta diária. Existem, no entanto, pratos fixos no restaurante Porto das Barcas, porquê as gambas à Brás, o esparguete do mar com amêijoa e camarão e o polvo da costa na frigideira com batata-doce do Cavaleiro. A relaxante e contemplativa esplanada é imbatível nos meses quentes. Boa garrafeira. Preço médio: €30.
Estrada do Meato, Vila Novidade de Milfontes. Tel. 283 997 160

Leia mais:  Venha conhecer a Quinta de Bispos

O Sacas
É um clássico. Mas isso não lhe confere perpetuidade, ainda que poucos sejam aqueles que visitam a Zambujeira do Mar sem fazer cá uma paragem. Reserve mesa, pois tem muita procura, mais ainda nos meses quentes. Pode ir somente petiscar umas navalheiras e tomar uma cerveja na rústica esplanada de madeira a espreitar o mar. Mas vale a pena preparar-se para almoçar ou jantar no restaurante O Sacas um ensopado de choco, uma feijoada de búzios, uma raia de coentrada ou um arroz de tamboril. A variedade depende do que o mar oferecer aos pescadores naquele dia. A torta de alfarroba fecha a repasto na sublimidade. Preço médio: €30.
Ingresso da Barca, Zambujeira do Mar. Tel. 283 961 151

Tasca do Celso
A garrafeira, com mais de milénio referências, a esmagadora maioria do Alentejo, impressiona e confirma que levante é um espaço que aprendeu a conjugar a boa comida com uma supimpa oferta vínica. A gastronomia é isto, e quem cá se senta agradece. Apesar do nome, o restaurante tem pouco de tasca. Para pungir, na Tasca do Celso há salada de polvo, camarão gigante grelhado, carabineiros e conquilhas, entre outras opções. O peixe e o marisco frescos que chegam todas as manhãs dão origem aos pratos do dia, porquê cataplana ou massada de peixe. Da véspera, prepara-se um dos pratos mais procurados: a açorda de camarão. Ao término de semana há música. Preço médio: €30.
Rua dos Aviadores, 39, Vila Novidade de Milfontes. Tel. 283 996 753

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!


Você está assistindo: De Sines à Zambujeira do Mar: onde comer na costa alentejana

Natividade:https://portowords.com
Categoria: viajar

Leave a Reply