dicas definitivas para beijar bem!

Você deve descobrir que não existe mais zero para aprender sobre beijos, por fim, você já está nessa vida há séculos e já sabe de todas as técnicas possíveis para beijar muito.

Na verdade, ou por outra, você acha que não existe sigilo, todo o procedimento é oriundo.

Muito, você pode estar incorrecto – muito, muito incorrecto.

O ósculo é um tanto muito pessoal, e parece papo de escola discutir sobre isso, mas existem muitas pessoas por aí que estão beijando mal e, por utilidade pública, precisamos compartilhar algumas dicas fundamentais.

Cada um tem a sua forma de beijar, visível? Mas existem algumas manias irritantes, nojentas e totalmente broxantes que são muito comuns em vários beijos por aí.

Para isso mudar, vamos listar alguns mandamentos para o ósculo ideal!

Busque a simetria

Créditos: Reprodução

Sinta o ritmo da outra pessoa e tente segui-lo. Não existe zero mais repugnante que um ósculo fora de sincronia, onde uma das pessoas tenta desesperadamente perceber uma traço de chegada imaginária e competir na velocidade. O ósculo é formado por duas bocas, vá com calma.

Controle a seiva, pelo paixão de Deus

Você não vai dar banho em ninguém, logo, na hora que estiver beijando, tome zelo para não transfixar demais a boca, jogar muita seiva para o lado de fora e lambuzar o rosto da outra pessoa.

Ósculo molhado assim não é interessante e, para piorar, a moça vai permanecer com um cheiro de baba horroroso no rosto e não querer te ver nunca mais.

A língua não é a protagonista

Um bom ósculo equilibra lábios e língua. Há quem beije só com a língua e a enfie direto na boca da outra pessoa, fazendo movimentos extremos e a pressionando sobre a língua da pequena. Não faça isso.

Leia mais:  8 filmes com treinamento militar pra você que curte o tema

Equilibre os movimentos da língua com selinhos sutis, toque de lábios e respiração ligeiro.

Língua tenro não!

A língua não precisa ser pontuda e invasiva, mas também não deve ser um peixe morto dentro da sua boca ou da boca da outra pessoa. Existe um fenômeno generalidade entre os beijoqueiros: o ósculo tenro. Fuja dele, evite-o à qualquer dispêndio.

Ele é extremamente broxante, desestimulante e proporciona aquela sensação assustadora causada durante o primeiro ósculo da sua vida: nojo.

A língua tenro, empurrada para dentro da outra boca, fazendo movimentos uma vez que lambidas na língua e nos lábios da outra pessoa é uma sensação desesperadora.

Beije com outras partes do corpo

Créditos: Reprodução

Mãos no pescoço, carinho nos cabelos, dedos que deslizam pelos braços, mãos leves na cintura, nas costas.

Existem várias formas de edificar um ósculo perfeito sem necessariamente usar a boca, trabalhe com o resto do corpo e deixe a moça sentir que você está presente no corpo inteiro. Sinta a mudança de ritmo e deixe o ósculo seguir o caminho que ele quiser.

Quando a intensidade aumentar, será oriundo.

Zelo com as mordidas

Mordidas são sempre interessantes, mas ninguém quer transpor com a boca machucada. Às vezes, as pessoas se empolgam tanto na mordida ou no chupão do lábio que dói, machuca.

Pode não sangrar, mas é uma sensação muito ruim quando alguém chupa o seu lábio com muita força. Se a pessoa não provar, especificamente, que gosta de excessos, vá com calma. Um tanto sexy pode virar uma experiência extremamente dolorosa.

Chupão é para jovem

Há quem goste, mas tente desenredar se a pessoa curte marcas espalhadas pelo corpo.

Leia mais:  dicas práticas para se comunicar melhor

É totalmente repugnante deixar uma recordação ruim em alguém, muitas pessoas odeiam marcas no pescoço e também não gostam da sensação de serem sugadas extremamente na hora do ósculo. Dê chupões leves, sinta uma vez que a pessoa vá reagir e, só logo, prossiga. Evite deixar marcas, nem todo mundo gosta.

Zelo com o mal hálito

Créditos: Reprodução

Muitas pessoas têm esse problema e não sabem.

É uma tristeza sem termo desenredar que as meninas não querem te beijar por justificação do seu bafo, logo, tome zelo com isso. Frequente sempre o dentista, cuide de problemas no estômago – uma das principais causas para o mal hálito – e não fique muito tempo sem consumir.

Andejar com uma balinha ou chiclete é uma ótima solução prática para o problema, mas não reduza os cuidados diários com a boca.

Além do mal hálito, o péssimo zelo com essa região pode aumentar a acidez e deixar a língua áspera, o que é totalmente repugnante de sentir durante um ósculo.

Não force

O ósculo está bom, as coisas estão esquentando e você acha que a pequena quer um tanto à mais, deseja uma passada de mão ou um aperto mais possante em determinada região do corpo. Invista lentamente, se ela tirar a sua mão, não force a barra.

Um ósculo bom e quente não é sinônimo de sexo reservado.

Sinta o clima aos poucos e vá lentamente, bom tino é necessário para não deixar a pequena irritada e finalizar com uma ótima conquista.

Essas são somente algumas dicas para conduzir um bom ósculo.

Porém, a principal é sentir a outra pessoa, entender seus movimentos, desejos e saber para qual caminho o ósculo está levando.

Leia mais:  Como Fazer a Barba de maneira correta

Por isso, seja sensível, conheça os gestos da pequena e vá com calma. Assim, não tem erro!


Você está assistindo: dicas definitivas para beijar bem!

Manadeira:https://portowords.com
Categoria: Noticias gerais

Leave a Reply