Douro: O que há de novo entre o rio e os socalcos vinhateiros

Há cada vez mais olhos postos no Douro. À medida que cresce o turismo e o interesse nos vinhos cá produzidos, a mais antiga região vitivinícola demarcada do mundo continua a marcar a diferença. Dona de paisagens ímpares, história rica, terroir único, vinhos incríveis e gentes apaixonadas pela terreno, a região, da qual se diz ter somente duas estações – “nove meses de inverno e três de inferno” – revela, no seu propagação sustentado, de que cepa se faz oriente território tão genuíno. O vinho serve (somente) de desculpa para partir à invenção de cinco novos espaços para dormir embalado pela magia do Douro e saborear os néctares únicos com a sua venustidade rebelde e pacificadora porquê cenário.

Vila Galé Douro Vineyards

Instalado na Quinta do Val Moreira, o Vila Galé Douro Vineyards distingue-se pela magnífica vista sobre os rios Tedo e Douro e pela possante aposta no enoturismo e na produção de vinhos e óleo. O mais recente alojamento da região (abriu portas a meio de abril) conta, nesta primeira tempo, com sete quartos (desde €162) apoiados por restaurante e bar, frasqueira, livraria e uma piscina exterior. A novidade assinala ainda o lançamento da primeira marca do grupo – até agora com produção somente no Alentejo – nos vinhos do Porto e do Douro, a Val Moreira, nascida dos 25 hectares de vinha da propriedade. “Neste agroturismo conseguimos conjugar na sublimidade a tradição do douro vinhateiro, a sua gastronomia e a venustidade de toda a região”, destaca o presidente do grupo Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida. Durante a estadia aconselha-se uma visitante à frasqueira e provas de vinho, uma irrupção pela cozinha regional no restaurante Val Moreira, com destaque para o cabrito e o porco confecionados em forno a lenha, e ainda um olhar sengo sobre outro dos elementos icónicos do novo hotel: um mural a retratar uma paisagem do Douro feita com tapume de sete milénio rolhas por Saimir Strati, artista plástico albanês premiado com dez recordes mundiais do Guinness.
Quinta do Val Moreira, Marmelal, Armamar. Tel. 254247000

Leia mais:  Casa de Alpajares: A sensação de acordar numa nuvem...

Quinta da Côrte

Com oito charmosos quartos (desde €170) e laivos de “magia”, a Quinta da Côrte estende-se por 30 hectares que abriram ao público porquê enoturismo em 2018. Construiu-se uma novidade frasqueira de design (cuja visitante é altamente recomendada), com sala de provas. Já a frasqueira velha recebe as uvas para os vinhos do Porto. Os materiais usados para erguer os espaços respeitam a região e o “toque francesismo” faz o resto. Admire os objetos antigos, as carpetes artesanais, os azulejos da mesa da cozinha, a porcelana da Costa Novidade e a cestaria “casando” com quadros e a obra de Joana Vasconcelos. Colha fruta das árvores, espreite os animais e partilhe refeições típicas. Aproveite as massagens, sofás, livraria, sirva-se de moca, chá ou bolo granjeiro. Caminhe entre as vinhas até à piscina infinita, em xisto, e adormeça à sombra do sobreiro, com o som da chuva da mina a tombar… Sorria com os produtos frescos ao pequeno-almoço e a vista épica no terraço.
Quinta da Côrte, Valença do Douro, Tabuaço. Tel. 964536200

Douro 41 – Hotel & Spa

O rio, indiferente aos olhares embevecidos, entra pelas enormes e contemporâneas janelas do hotel, inundando de luz oriundo as divisões minimalistas. Sinónimo de sossego e serenidade, o Douro41 Hotel & Spa disfarça-se na paisagem, dispondo-se em patamares, porquê os vinhedos. O prédio, de paredes em xisto, foi requalificado e ampliado apresentando agora 55 quartos (desde €127) e seis suítes, duas piscinas panorâmicas, um “lobby market”, com produtos locais e amenities, ginásio, Spa – equipado com sauna, banho turco, salas de tratamentos, tepidarium e uma piscina interno, ocasião 24h/dia, além da Marina Fluvina, com 26 ancoradouros. Oriente equipamento permite chegar ao hotel de embarcação e alugar motas de chuva, canoas, material de wakeboard, esqui aquático e embarcações para passear pelo Douro até à Ilhéu dos Amores e ao rio Paiva, para uns mergulhos.
EN 222, km 41 – Vista Satisfeito, Raiva, Fortaleza de Paiva. Tel. 255690160

Leia mais:  Segredos de Portugal: Alugar uma aldeia nos arredores de Lisboa

Quinta dos Murças

Depois do Alentejo, o Esporão viu nesta Quinta dos Murças, na margem direita do Douro, cenário para vinhos distintos. Reestruturou a vinha, construiu uma novidade frasqueira e abriu cinco elegantes quartos (desde €120) ao enoturismo. “Acredito que é a melhor forma de darmos a saber o Douro, a Quinta dos Murças e os produtos que cá produzimos. É, também, uma oportunidade única de usufruir e passar tempo numa quinta do Douro”, comenta João Roquette, CEO do Esporão. Comprove a premissa à borda da piscina, na sala de estar ou na varanda viradela para o rio, num passeio pelos jardins ou durante uma repasto tradicional. Mas é a participação nas rotinas diárias da quinta que torna a experiência genuína – da utilização da cozinha à cultura do vinho. Marque uma visitante com passeio pela vinha, visitante à frasqueira e cave de envelhecimento e prova de vinhos. Na quadra das vindimas, participe na pisa. Também dá para fazer piqueniques nos jardins ou nas vinhas. Visite a loja, com vinhos, azeites e artesanato. Esta quinta é vizinha da risco de caminho-de-ferro, estação e cais de Covelinhas, abrindo a possibilidade de uma viagem dissemelhante em que o carruagem fica em moradia.
Covelinhas, Peso da Régua. Tel. 934550006

Carvalhas Terrace

Depois do meio de visitas 17.56 Museu & Enoteca, localizado à borda do rio Douro, no Cais de Gaia, agora é a vez da emblemática quinta da Real Companhia Velha receber uma ainda maior exórdio ao público. Dotada de uma localização único, com respetivo deslumbre proporcionado pelas abrangentes vistas alcançadas de praticamente todos os pontos da extensa propriedade, oriente é um lugar único: na margem esquerda do rio, em frente ao Pinhão, a Quinta das Carvalhas acolhe agora o “Carvalhas Terrace”, um espaço ao ar livre com capacidade para 80 pessoas desfrutarem simultaneamente dos vinhos da Real Companhia Velha com uma incrível panorâmica. A emblemática quinta dispõe também de uma novidade estrada de entrada ao topo da propriedade marcada pela Mansão Redonda, a 550 metros de altitude. O “Carvalhas Terrace” complementa as restantes ofertas de enoturismo, porquê as caminhadas (€10); a Royal Bus Seight Seeing Tour (desde €12,50); a Vineyard Guided Tour (desde €35) ou a fabulosa Vintage Tour (desde €90), conduzida pelo agrónomo da propriedade. A “Ruinoso” inaugurada recentemente – um espaço de provas ao ar livre, localizado numa antiga ruinoso, instalada em plena vinha de serra e debruçada sobre o rio Douro –, mas também as salas de provas indoor e a loja de vinhos complementam o espaço.
Quinta das Carvalhas, Pinhão. Tel. 254738050

Leia mais:  Refúgios no Alentejo: Escapadinhas com cheiro a mar

O Guia Boa Leito Boa Mesa 2019, que contou com o pedestal/parceria da Galp – Evologic, Recheio – Cash & Carry, Caterplus, BPI, Europcar e TAP – Air Portugal, já está venda, por €12,90. Pode, também, fazer a suplente do seu réplica através da Loja Impresa.

Oriente cláusula foi originalmente publicado na edição de quinta-feira, 2 de maio de 2019, do Expresso Quotidiano

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook e no Instagram!


Você está assistindo: Douro: O que há de novo entre o rio e os socalcos vinhateiros

Manadeira:https://portowords.com

Categoria: viajar

Leave a Reply