Férias no Alentejo: canyoning, cascatas e praias fluviais

A partir dos guias Viver Portugal, que o Expresso está a oferecer a todos os leitores, parta à invenção de alguns dos mais bonitos recantos, paisagens e atividades do país. O primeiro guia, devotado ao Alentejo e Algarve, dá a saber cascatas e praias fluviais e experiências únicas em território alentejano, onde todos os dias se pode testar uma novidade praia. No litoral, de Tróia à Zambujeira do Mar não faltam extensos areais e enseadas recortadas pelas falésias, mas basta seguir um pouco para o interno para deslindar lugares mágicos de chuva rebuçado, cheios de surpresas, uma vez que as que são promovidas pelo projeto Azenhas da Seda. Entre Mora e Pavia sugerem-se atividades uma vez que o soft-canyoning (desde €28), que convida os participantes a deslindar ribeiras, ultrapassar obstáculos naturais, com a ajuda de cordas fixas (corrimões) e descer rápidos e cascatas. Os mais pequenos podem aventurar-se no River Safari. No final, há uma praia fluvial para relaxar e tendas de glamping (a partir de €80) para resfolgar. As crianças podem dormir em tenda individual.

A natureza montanhosa do setentrião alentejano criou algumas das cascatas mais bonitas do interno de Portugal, escondidas no final de trilhos, que exigem qualquer esforço e ousadia, mas que justificam o esforço. A Cascata de São Julião está localizada perto da povoação de Monte Sete, escondida num vale por onde corre o rio Xévora e se formam pequenas e tentadoras lagoas. Antes da placa que anuncia a ingressão da povoação do Monte Sete, segue um caminho em asfalto que pouco depois se transforma em terreno batida. A partir daqui é preciso ir a pé e depois de percorrer tapume de 400 metros já consegue ouvir a cascata e, na bifurcação, ver a queda de chuva. Já a Cascata da Serra de São Mamede, uma das mais imponentes, pode ser encontrada pouco antes de chegar à povoação da Rabaça. É conhecida por Cascata da Cabroeira ou da Rabaça e é um pequeno tesouro que cria um envolvente ideal resfolgar. Já a Cascata Ribeira do Arronches exige maior perícia para lá chegar, sendo menos aconselhada a famílias por levante motivo. Em Avis, a praia fluvial do Clube Náutico aproveita o espelho de chuva da albufeira da Barragem do Maranhão. Além de restaurante, parque infantil, zonas verdes com sombra e cais para desportos aquáticos, ainda dispõe de uma piscina e parque de campismo.

Leia mais:  Restaurante do dia: O Alentejo no espaço Malhadinha - Wine & Gourmet
Praia Fluvial de Monsaraz

Do Alamal a Monsaraz

No Meio de Lazer Integrado do Alamal, no município do Gavião, para além de tomar banhos refrescantes na praia fluvial (era balnear abre a 1 de julho), percorre-se, a pé ou de bicicleta, o passadoiro, que acompanha o serpentear do rio Tejo. Enquanto descontrai numa gaivota ou caiaque na praia, ou arrisca numa sessão de esqui aquático, é provável enxergar o Forte de Belver, que merece uma visitante.

Um dia na Praia Fluvial de Monsaraz, que ostenta Bandeira Azul é uma opção com diversão garantida para toda a família. O Meio Náutico de Monsaraz que serve a praia, tem bar e restaurante, e oferece a possibilidade de praticar vários desportos aquáticos ou testar bodyboards elétricas e windsurf (a partir de €20). O Passeio Adrenalina (€15), a bordo do speed boat Zagolina, é a opção ideal para 60 minutos de emoções fortes. Conte ainda com as populares boias de tração, que resultam sempre em boas risadas e inesquecíveis fotografias de férias. O responsável pelo Meio Náutico é Tiago Kalisvaart, um “alentejano holandês” (Tel. 962653711). Outra praia fluvial do Alqueva, também detentora de Bandeira Azul, e que oferece um areeiro de 320 metros e parque de merendas, é a de Mourão. Situada numa ilhota, a relação é feita por um passadoiro de madeira. Disponibiliza churrasco, mesas de madeira e um mirante panorâmico. Inaugurada em 2019, a Praia Fluvial da Amieira, no concelho de Portel, é outro sítio incontornável. Com 600 metros de areeiro e uma extensa zona relvada. As sombras são garantidas por toldos em forma de vela de embarcação. Na chuva existe uma zona delimitada para crianças e pode fazer passeios de canoa ou de gaivota.

Leia mais:  Roteiro: Descubra os encantos de Foz Côa
Pulo do Lobo

Cascata do Pulo do Lobo

A formosura bravio da Cascata do Pulo do Lobo, com 16 metros de fundura, merece uma visitante complementada com um trajectória de 5,5 km pelo Guadiana selvagem. Eleita no último ano uma vez que a melhor praia fluvial da Europa nos World Travel Awards, a Tapada Grande, nas Minas de São Domingos, em Mértola, mais do que justifica a visitante. Rodeada de árvores e areias brancas, construída junto ao idoso multíplice mineiro da localidade, tem parque de merendas, bar, parque infantil e pista de canoagem. Durante a era balnear há cinema ao ar livre nas noites de domingos, concertos e livraria de praia. Com Bandeira Azul, a praia da Tapada Grande é também palco de diversas atividades mais radicais e trilhos de invenção.

Lugar sossegado e de pouca densidade de visitantes é a selvagem praia fluvial das Azenhas do Guadiana, com duas azenhas e três moinhos de rodete, distribuídos ao longo do represa. Em terreno de linces, aproveite os recantos arborizados, refresque-se a usufrua da formosura do sítio. Já entre Mértola e Castro Verdejante, procure pelas águas da ribeira de Oeiras e encante-se com a pequena praia de Chuva Santa da Morena, cuja origem termal justificou o batismo. Pode fazer um piquenique e usufruir do silêncio.

Já no concelho de Odemira, o espelho de chuva da Barragem de Santa Clara é cada vez mais procurado por quem deseja um contacto mais próximo com a natureza e, ao mesmo tempo, diversão refrescante. É uma das maiores albufeiras da Europa e oferece zona balnear, com plataforma flutuante. A praia fluvial ostenta a Bandeira Azul e existem diversas atividades náuticas disponíveis e trilhos de invenção. O trajectória “À Beirinha da Barragem!”, promovido pela Rota Vicentina percorre caminhos rurais e florestais, visitando pequenas aldeias perdidas e outras abandonadas ou fantasma, uma vez que Totenique.

Leia mais:  Sugestão Recheio: Restaurante Jardim das Oliveiras

Viver Portugal

O Expresso juntou-se à SIC para lançar a iniciativa Viver Portugal, simbolicamente apresentada a 10 de junho, Dia de Portugal, com o objetivo evidente de promover o que é português, através da televisão, do papel e do do dedo. A iniciativa Viver Portugal, pode ser acompanhada em www.expresso.pt/viverportugal.

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook, no Instagram e no Twitter!


Você está assistindo: Férias no Alentejo: canyoning, cascatas e praias fluviais

Manadeira:https://portowords.com
Categoria: viajar

Leave a Reply