Festival gastronómico: Butelo e casulas alimentam Bragança

Entre 15 e 24 de janeiro Bragança serve à mesa de 25 restaurantes um resultado único desta região, réplica da rica gastronomia transmontana.

  • Facebook
  • Whatsapp
  • Twitter
  • Linkedin
  • Mail
    • Facebook
    • Whatsapp
    • Twitter
    • Linkedin
    • Mail

Entre 15 e 24 de janeiro Bragança serve à mesa de 25 restaurantes um resultado único desta região, réplica da rica gastronomia transmontana.

Incógnito de grande segmento dos portugueses, levante é um prato muito tradicional que na região de Bragança celebra a folia do Carnaval antes dos rigores do jejum impostos pela Quaresma. Ideais para aquecer os dias frios que em Bragança exigem aconchego extra, o Butelo e as Casulas dão-se a provar e a saber em 25 restaurantes da região que aceitaram o repto de o confecionar entre os dias 15 e 24 de janeiro.

Além dos exemplares gastronómicos regionais, a 4ª edição do Festival do Butelo e das Casulas de Bragança aposta na promoção deste resultado único em eventos de promoção em Lisboa e Zamora. Na capital a dirigente Justa Transcendente, do restaurante O Transcendente apresenta levante prato à prensa, chefes e outras entidades da gastronomia portuguesa. Mas é Bragança o tramontana obrigatório para os amantes da boa gastronomia e dos sabores únicos da cozinha tradicional transmontana. No decurso do Festival há um espaço próprio com produtores locais a comercializarem butelo, casulas e produtos da terreno, na Terreiro da Sé, mas também animação de rua e cerimónias da Confraria do Butelo e da Casula, com entronização de novos confrades.

Provar o bom fumeiro, escoltado do pão rendeiro e vinho transmontano, seguido do butelo com casulas, muito regado com o óleo da terreno e uma sobremesa tradicional fazem segmento deste roteiro de sabores que vale a pena percorrer em Bragança. Para ir abrindo o gosto, a Semana Gastronómica do Butelo e das Casulas arranca dia 15 de janeiro, nos 25 restaurantes aderentes, onde os paladares transmontanos são os verdadeiros protagonistas.

Leia mais:  Em família, Zé Varunca abre nova casa mais perto do mar

É provável saborear levante prato típico nos 25 restaurantes aderentes: Estudante, Ares de Serra, Moradia Nostra, Emiclau, Nordeste, O Abel, O Acácio, O Copinhos, O Geadas, O Grelhador, O Javali, O Pote, Quadro, Poças, Quinta das Covas, Restaurador, Rochedo, Rota dos Sabores, São Lázaro, Solar Bragançano, Tia Rita, Tic Tac, Típico D. Roberto, Turismo, Xavier.

O Festival do Butelo e das Casulas de Bragança é organizado pela Câmara Municipal de Bragança com o esteio da Instalação Rei Afonso Henriques e da Confraria do Butelo e da Casula.

Vocabulário gastronómico

Para quem ouve falar pela primeira vez destes sabores regionais, cá fica uma breve explicação do que são estes ingredientes típicos. O butelo é o exemplo concluído do bom aproveitamento do porco: é um enchido envolvido pela varíola ou pelo bucho e constituído pelo recheio dos ossinhos do espinhaço e das costelinhas, com alguma mesocarpo agarrada, que se torna responsável pelas suas formas ventrudas e caprichosas e pelo seu inigualável sabor. É uso manducar levante enchido artesanal, típico das casas do região de Bragança, no sábado de Carnaval, escoltado pelas cascas de feijoeiro secas, a que também se labareda casulas ou palhada.

Bom gosto!

E Mais!
Boa Leito Boa Mesa na SIC Notícias: Pelos caminhos de Bragança

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook e no Instagram!


Você está assistindo: Festival gastronómico: Butelo e casulas alimentam Bragança

Manadeira:https://portowords.com

Categoria: viajar

Leave a Reply