O Adro, onde a cozinha caseira e os vinhos alentejanos são benditos

O restaurante O Átrio, situado em Pias, concelho de Serpa, terá possivelmente a localização ideal para um estabelecimento de restauração. De um lado é venturoso pela Igreja de Pias e, do outro, tem a Frasqueira Margaça de Pias, que fornece o vinho da moradia.

Faz lembrar o verso, ouvido recorrentemente há gerações, muitas vezes no cante alentejano, – “Lá vai Serpa, lá vai Moura e as Pias ficam no meio, em chegando à minha terreno não há que ter receio” – porque Pias fica de facto no meio, onde dizem está a virtude, precisamente uma vez que o Átrio, sítio de virtudes certamente.

Só em pratos do dia são mais de vinte virtudes, em que nenhuma desilude, muitos disponíveis em meias doses generosas. A principiar pelos sazonais espargos e cogumelos, ambos do campo, com ovos (€7 e €8 respetivamente, servidos em meias doses). Os grelhados de porco preto na brasa são outra estrela da moradia, incluindo secretos (€8), lagartos (€8), lombinhos (€11) e febras (€8).

Também toda a gastronomia alentejana mais típica encontra repercussão nesta moradia, propriedade de dois sócios de nome próprio João, um Valente e outro Gato de sobrenome, uma vez que é o caso do Ensopado de penosa do campo (€7,50/ €10), os Pezinhos de porco de coentrada (€6,50/ €8,50), passando pela Cabeça de borrego assada (€7,50), ou outro ex-líbris do Átrio, o Javali estufado (€7,50/ €10).

Mas o restaurante, apesar da localização no interno do Alentejo, não deixa de ter propostas válidas em termos de pratos de peixe uma vez que o robalo e a dourada do mar grelhados (€10) a que se juntam uma seleção de peixes, nomeadamente a garoupa (€14), o Bife de atum (€12) e os chocos (€10), todos grelhados.

Leia mais:  Ljubomir Stanisic adia reunião com a Presidência da República para se juntar à manifestação de restaurantes em Lisboa

Existe ainda uma oferta sumarento de marisco nomeadamente sapateira, percebes, navalheiras (com preço variável ao kg), mas também amêijoas (€15) e cadelinhas (€12,50), ambas à Bulhão Pato (12,50) e gambas de Moçambique e Madagáscar (€30 a €45/kg, dependo da confeção).

É simples que uma vez que bom restaurante alentejano que se preze não poderia deixar de incluir alguns petiscos, que podem podem se entradas, uma vez que é o caso das saladas de choco (€3,50/ €5) e de polvo (€5), o fígado (€1,50/ €2,50) e o chouriço (€5) assados, o presunto Pata Negra (€7,50/ €9,50) e, simples, o queijo de Serpa (à fatia, 30€/ kg).

Na lista de vinhos predominam naturalmente os vinhos alentejanos, incluindo vinhos da Vidigueira, Rotundo, Borba, Évora, Granja-Amareleja, Portalegre e Moura, com uma óptimo relação preço/qualidade.

O restaurante O Átrio (Largo de Santo António 20, Pias. Tel. 284858456) tem esplanada e duas salas de refeições, sendo sempre muito concorrido. Encerra ao domingo. O envolvente é informal e familiar e o serviço eficiente.

Acompanhe o Boa Leito Boa Mesa no Facebook e no Instagram!


Você está assistindo: O Adro, onde a cozinha caseira e os vinhos alentejanos são benditos

Natividade:https://portowords.com
Categoria: viajar

Leave a Reply