Seleção homenageou Neno e Ronaldo foi o primeiro a pisar o relvado

A seleção nacional fez esta manhã o primeiro treino em solo húngaro, com vista à estreia no Euro2020, na terça-feira (dia 15), frente à Hungria. Cristiano Ronaldo foi o primeiro a subir ao relvado. O momento foi partilhado no Instagram da seleção e teve milhares de visualizações em escassos minutos.

Antes de a bola rolar no treino, a comitiva portuguesa prestou homenagem a Neno, o antigo guarda-redes da seleção, que morreu na quinta-feira. Antonhy Lopes juntou-se a Rui Silva e Rui Patrício nesse momentos, deixando a sessão logo depois.

O luso-francês continua a recuperar de uma lesão sofrida na véspera do particular com Israel (4-0, na quarta-feira), sendo a única baixa de Fernando Santos nesta altura, pelo que foi dado a entender nos primeiros 15 minutos do treino aberto à comunicação social e ao mundo inteiro pelas redes sociais.

Danilo: “Desde que Fernando Santos chegou, passámos a privilegiar o nós ao invés do eu”

Para Danilo, a seleção tem a mesma ambição de 2016, mas não é a principal favorita a vencer o Euro2020, apesar dos “muitos talentos” que tem à disposição. “Este é um grupo diferente, muitos jogadores jovens, que estão a ter esta experiência pela primeira vez. A ambição é a mesma do Euro2016, os jogadores têm fome de ganhar. Somos campeões da Europa e é um orgulho estar a defender o título, mas há muitos candidatos à vitória. Somos uma dessas seleções com ambição de ganhar, mas não somos o candidato principal”, afirmou o médio do PSG, antes do treino esta sexta-feira.

Desde que Fernando Santos chegou, passámos a privilegiar o nós ao invés do eu. Mudou o paradigma e isso ajudou-nos a ganhar competições. Ele passa-nos essa mensagem, de que não podemos pensar só no eu, mas sim no grupo e todos têm de se sacrificar por esse lema“, revelou o médio.

Com apenas três centrais entre os 26 jogadores convocados para o Euro2020, Danilo é visto por Fernando Santos como uma das alternativas a quarto elemento para o eixo defensivo, algo a que o jogador se habituou ao longo da última época: “Esta época ajudou-me a ser mais polivalente, deu-me outro estatuto na posição. Consigo fazer essa posição de uma forma mais eficaz e sinto que posso ajudar aqui na seleção, tal como fiz no clube.”

Você leu a postagem:Seleção homenageou Neno e Ronaldo foi o primeiro a pisar o relvado

Leave a Reply