Veja quem é quem na série sobre Lava Jato, da Netflix

O Mecanismo é a novidade série original brasileira da Netflix que anda dando o que falar. Baseada livremente no livro “Lava Jato: O Juiz Sergio Moro e os Bastidores da Operação que Abalou o Brasil”, de Vladimir Netto, ela conta a história de porquê se desenrolou um dos maiores escândalos de depravação do País.

Padilha está avante da obra, ele que foi diretor de filmes Ônibus 174 e Tropa de Escol, além da série Narcos. Depois desta última série, que conta a história do narcotráfico da América Latina Narcos, Padilha se juntou a roteirista Elena Soárez, para sua segunda produção original brasileira a entrar no catálogo do serviço de streaming.

É por ela que você descobre que a grande Operação Lava Jato, que expôs o maior esquema de depravação do País, começou com uma investigação iniciada em Londrina, a respeito de 400 quilômetros da capital.

Foi lá que 6 anos antes, o solicitador Gerson Machado conseguiu reunir provas contra o doleiro Alberto Youssef em um esquema de lavagem de quantia que acontecia em uma lar de câmbio em cima de um posto de gasolina (que mais tarde ganharia o nome da Operação Lava Jato).



Gerson virou Marco Ruffo, com o ator Selton Mello interpretando o papel; já Alberto Youssef virou Roberto Ibrahim, com atuação de Enrique Diaz. E você já tem o fio de novelo da trama da série baseada em um dos maiores escândalos de depravação do país.

E para você que está acompanhando a trama e quer entender os links com a vida real, reunimos os personagens que aparecem na série Mecanismo que foram inspirados com pessoas da vida real. Se liga! (Atualizado em 27/3)

Leia mais:  9 Perfumes Masculinos Importados mais vendidos (Top Bons e Baratos)

O Mecanismo: Veja quem é quem na série sobre Lava Jato, da Netflix

Personagem na vida real = Personagem na ficção (ator que interpreta o papel)

1. Alberto Youssef é…

Série O Mecanismo

…Roberto Ibrahim (Enrique Diaz)
Série O Mecanismo

2. Gerson Machado é…
Série O Mecanismo

…Marco Ruffo (Selton Mello)
Série O Mecanismo

3. Juiz Sérgio Moro é…

Série O Mecanismo
…Juiz Paulo Rigo (Otto Jr)
Série O Mecanismo

4. Luís Inácio Lula da Silva é…
Série O Mecanismo
…João Higino (Arthur Kohl)
Série O Mecanismo

5. Dilma Rousseff…
Série O Mecanismo

…é Janete Ruscov (Sura Beroitchevsky)
Série O Mecanismo

6. Paulo Roberto Costa é…
Série O Mecanismo

…João Pedro Rangel (Leonardo Medeiros)
Série O Mecanismo

7. Michel Temer é…
Série O Mecanismo

…Samuel Thames (Tonio Roble)
Série O Mecanismo

8. Marcelo Odebrecht é…
Série O Mecanismo

…Ricardo Brecht (Emilio Orciollo Netto)
Série O Mecanismo

9. Marici é Samira Rangel (Carla Ribas)
Série O Mecanismo

10. Arianna e marido são Shayenne (Priscila Assum) e Ricky (Caio Junqueira)
Série O Mecanismo

11. Marcio Thomaz Bastos é…
Série O Mecanismo

…Dr. Mário Garcez Britto (Pietro Mario)
Série O Mecanismo

12. Aécio Neves é…
Série O Mecanismo

…Senador Lúcio Lemes (Michel Bercovicht)
Série O Mecanismo

13. Nelma Kodoma é…
Série O Mecanismo

…Wilma Kitano (Alessandra Colasanti)
Série O Mecanismo

14. Mônica Moura é…
Série O Mecanismo

…a Marqueteira (Mônica Moura)
Série O Mecanismo

15. Newton Ishii, o Nipónico da Federalista é…
Série O Mecanismo

…China (Fabio Yoshihara)
Série O Mecanismo

16. Erika Mialik Marena é…
Série O Mecanismo

...Verena Cardoni (Caroline Abras)
Série O Mecanismo

17. Deltan Dallagnol é…

Série O Mecanismo

…Dimas Donatelli (Antonio Saboia)

Série O Mecanismo

18. Rodrigo Janot é…

Série O Mecanismo

…Procurador Universal da República (Lionel Fisher)

Série O Mecanismo

19. Léo Pinho presidente da OAS é…

Série O Mecanismo

…Tom Roble (Carlos Meceni)

Série O Mecanismo

20. Dalton Avancini (Camargo Corrêa) é…

Crédito: Reprodução

…Décio Correia (Marcus Dioli)

O Mecanismo

Emílio Alves Odebrecht é…

Emílio Alves Odebrecht

Plínio Brecht (Cacá Amaral)

Plínio Brecht

Outrossim:

Série O Mecanismo


– Polícia Federalista
virou Polícia Federativa, já que o uso do nome exigia que a série assinasse um termo dando entrada ao processo de geração e interferência na obra.

– Petrobras se transformou em Petrobrasil
–  PT (Partido dos Trabalhadores) virou “PO” (Partido Operário)
Empreiteira OAS virou Grupo OSA;
Camargo Corrêa virou Roble Correia;
Odebrecht virou Miller & Bretch;
– Galvão Engenharia
virou “Bueno Engenharia”
BR Distribuidora virou TR Distribuidora
Banco do Brasil virou Banco Brasílico
Banco Banestado virou Banco do Estado
Interpol virou Interpolice
Procuradoria Universal da República virou Procuradoria Universal Republicana na PGR
Veja virou Leia

Leia mais:  Ambev lança cerveja Skol Beats Extreme com maior teor alcoólico

Polêmicas da Série

Série O Mecanismo

Apesar da série informar em cada incidente que se inspirou em alguns fatos da vida real, mas não é uma narrativa fidedigna da verdade, a troca de conversas entre personagens da ficção para a verdade rendeu polêmica e até posicionamento da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

Ela criticou o cineasta José Padilha e a seriado de TV criado por ele, “O Mecanismo”, da Netflix, que é baseada na Operação Lava Jato. A petista diz que Padilha é um “instituidor de notícias falsas” e a série é “mentirosa e dissimulada”.

Em nota solene divulgada, Dilma afirma que “a propósito de racontar a história da Lava Jato, numa série ‘baseada em fatos reais’, o cineasta José Padilha incorre na distorção da verdade e na propagação de mentiras de toda sorte para combater” a ela e ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

A principal reclamação de Dilma está no trajo de a obra trazer o personagem Higino, inspirado em Lula, usando a sentença “vedar a sangria”, ao falar da urgência de barrar investigações.

Na vida real, a conversa foi feita pelo senador Romero Jucá (MDB-RR), um dos articuladores do impeachment de Dilma, quem disse a frase “tem que mudar o governo para vedar essa sangria”.

Outro ponto problemático levantado pela petista está no caso narrado da série sobre o Banestado em um período que não corresponde à verdade. “O caso Banestado não começou em 2003, porquê está na série, mas em 1996, em pleno governo FHC”, afirma Dilma em seu enviado solene.

O uso de contas do banco Banestado em um megaesquema de operações financeiras ilegais começou a ser investigado pelo Ministério Público na segunda metade da dez de 1990, no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Porém, a geração da força-tarefa do caso e a delação do doleiro Alberto Youssef (posteriormente colaborador também na Lava Jato) ocorreram em 2003.

Leia mais:  2 tipos de nó para gravata slim

Em sua resguardo, o instituidor da série Padilha afirma que não dirigiu nem roteirizou especificamente o incidente em que a frase foi dita, embora tenha checado os diálogos.

Padilha defende-se dizendo que “Jucá não é possessor dessa sentença [estancar a sangria]” e que, portanto, roteiristas estão livres para usá-la.

“‘O Mecanismo’ é uma obra-comentário. Na exórdio de cada capítulo está escrito que os fatos estão dramatizados, se a Dilma soubesse ler, não estaríamos com esse problema”, diz Padilha.

Para ele, o retrato feito na série representa um problema sistêmico de depravação, que não seria restrito do PT, mas de outros partidos e setores.

 


Você está assistindo: Veja quem é quem na série sobre Lava Jato, da Netflix

Manadeira:https://portowords.com
Categoria: Noticias gerais

Leave a Reply